CARF tem decidido que incide IR sobre a incorporação de ações.

O Judiciário, em demandas recentes, vem decidindo que não há incidência do Imposto de Renda sobre as operações de incorporação de ações. Já o CARF (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) tem condenado o contribuinte a pagar a exação, por entender que as ações da incorporadora, destinadas aos antigos acionistas da incorporada, podem sofrer uma valorização mercadológica nesse processo, acarretando em uma variação patrimonial suscetível de ser tributada.